Press "Enter" to skip to content

[DM01] Dicas para Dominar a Namorada.

Ares 0

Eu recebi há 1 dia ou 2, essa mensagem no Instagram, e devido a quantidade de caracteres que é limitada lá, eu trouxe pra cá.

Talvez sirva também pra você leitor, como uma forma de reflexão.

Minha resposta segue no final.


Boa noite, Lucas!!!

Meu nome é XXXXXXXXXX e eu nem tô acreditando que achei o seu canal no YouTube e sua conta aqui no insta! Acho que era exatamente o que eu estava há dias procurando…

Bom, assisti uns vídeos seus e vi que você falou que poderia encaminhar dúvidas por aqui, então tomei a liberdade de vir pedir sua orientação.

Estou namorando há alguns meses e minha namorada já demonstrou algumas vezes querer experimentar coisas diferentes no sexo, tipo corda, algemas, etc… A gente gosta de transar com força, ela curti tapa, pegada, puxada de cabelo, mas ainda não tentamos fazer algo do estilo Bondage, saka? E sinto que ela quer, mas não quer ficar me cobrando. Então há dias comecei a pesquisar e estudar para começar a fazer algumas coisas mais seguro, sem parecer que tô perdido no que tô fazendo, sabe? Mas só achei teoria, teoria, teoria… Tipo, o que é BDSM, o que é importante saber pra fazer com segurança, quais as modalidades, etc…

Sei que saber essas coisas são necessárias, mas eu queria, de verdade, era umas dicas de como começar na prática, entende? Tipo, devo pegar uma corda e sair amarrando onde?
Qual melhor corda pra isso? Serve gravata? Como faz os nós? Quais as melhores posições pra amarrar? É melhor vedar os olhos delas antes ou depois? Como vedar os olhos de forma eficaz? Enfim… Dicas pra eu tentar tornar a primeira vez uma experiência boa e deixar um gosto de quero mais nela.

Daí quem sabe ela (e talvez até eu também) se descubra no mundo do BDSM, e se arrisque a tentar coisas mais ousadas e talz…

Desde já agradeço a sua disposição em ajudar a todos nós, curiosos e iniciantes!


Resposta:

Boa tarde,

Tudo bem?

Fico feliz que tenha achado o meu perfil e espero poder te ajudar.

Se sua namorada demonstrou interesse em experimentar coisas diferentes no sexo, provavelmente ela quer mesmo. Se você sente que ela quer, provavelmente ela quer mesmo. Só que vocês precisam conversar isso.

O que dá errado é quando uma pessoa quer, a outra pessoa acha que sabe o que a primeira quer, e faz sem conversar.

Você diz que sente que ela quer, mas não quer ficar te cobrando. Isso é um sintoma de que vocês precisam conversar mais e ela não se sente segura ainda.

Exemplo: Você resolve um dia fazer uma surpresa pra ela. Compra cordas, velas, algemas, etc. e quando ela aparece na sua frente, você já despeja acessórios e começa o jogo sem conversar.

Pode dar certo? Pode. Pode dar errado? Pode também.

Pode dar MUITO certo e ela acreditar que você é o homem da vida dela? Não, afinal vocês não conversaram, então você não vai saber com certeza o que ela quer e como ela quer, afinal ela não te disse. Você não perguntou.

Pode dar MUITO errado e isso custar o relacionamento de vocês? Pode. Pode acontecer por exemplo de você descobrir na hora da brincadeira, que ela está menstruada e sensível, tornando isso uma experiencia extremamente ruim pra ela. Pode ser que ela tenha claustrofobia e fique com medo de você. Tem que conversar.

Há dias comecei a estudar…” é um caminho lento. Os atalhos que da pra pegar é aprender com quem você sabe que faz o que você quer. Essa mensagem que me mandou e estou te respondendo é um atalho.

Só que, tem inclusive uma coisa que eu falo quase sempre que posso, que é:

– Aprende um pouco, aplica um pouco, goza um pouco.

– Aprende mais um pouco, aplica mais um pouco, goza mais um pouco.

A ideia não é que você vai estar pronto de cara, a ideia é aprender o suficiente pra encarar as coisas com maturidade e aprender com elas.

Antes de começar a pesquisar sobre BDSM, você provavelmente achou que seria fácil. Você achou que com alguns minutos de zapear na internet resolveria o seu problema. Provavelmente você achou sites com “Dicas para dominar sua namorada na cama”, “10 jeitos de enlouquecer um homem na cama”, “Dicas para apimentar seu relacionamento com 50 tons de cinza”. Aí agora que você já gastou alguns dias com isso, e já achou inúmeros sites te falando coisas que são cada vez mais básicas e idiotas, você resolveu pedir ajuda, o que eu acho bem massa.

Afinal é um caminho.

“Saber o que é BDSM, o que é importante saber pra fazer com segurança, quais modalidades etc.”. Realmente isso é importante, mas se você olhar bem, um texto de 2013 é igual a um texto de 2020 nesses aspectos, isso não mudou em nada e realmente você só vai achar “mais do mesmo”.

É completamente diferente do que eu ensino, tem o básico sobre o que é e sobre segurança? Tem. Mas tem também jogo, que é o que faz diferença. As formas de jogar mudaram, e quem continua repetindo o básico já não está nem praticando BDSM mais.

Bom, eu vou tentar te dar dicas, mas entenda que: Eu tenho um treinamento inteiro sobre isso, são 64 aulas, e pega do básico, que eu acho que você já deve ter lido muito, mas eu falo mais um pouco. Entro nas práticas, como bater, como apanhar. Ensino a jogar com bondage, com cordas e outras restrições. Mostro os jogos de privação de sentidos. Mostro o que é romântico, o que pode causar traumas na privação de sentidos e trago mais algumas coisas interessantes. Trago alguns roteiros de sessão, o que fazer, onde e como, e também como encontrar pessoas, não sei se seria o caso de um ménage ou experiencias do tipo envolvendo BDSM.

Mas enfim, eu ensino isso em um treinamento, com aulas em vídeo e material de apoio, eu vou tentar dar dicas pra você começar sem esse treinamento, afinal as vezes você pode estar com grana curta ou alguma dificuldade e talvez não seja seu momento. Aí quando você quiser um material mais certeiro do que dá resultado, e quando se sentir mais confortável, você pensa na possibilidade de comprar o curso e economizar tempo.

Bom.

“Tipo, devo pegar uma corda e sair amarrando onde? Qual melhor corda pra isso? Serve gravata? Como faz os nós? Quais as melhores posições pra amarrar? É melhor vedar os olhos delas antes ou depois? Como vedar os olhos de forma eficaz?”

Cordas podem causar morte.

Sempre tenha uma tesoura pra cortar cordas em caso de algum imprevisto ou acidente. Tenha tesoura de resgate, vende em cirúrgica e custa uns 30 reais +-, ela tem uma proteção na ponta que dá pra pegar a corda e não fura a pessoa. Não deixe uma pessoa amarrada ou em bondage sozinha NUNCA. Se ela virar na cama ou se mexer e a corda pegar em um lugar ruim, vc tem minutos, as vezes segundos, pra agir e evitar uma merda muito grande.

Evite amarrar nas juntas, cuidado com os nervos dos braços. Os nervos dos braços, principalmente os que passam na parte de trás dos braços, paralelos as costas, são os mais complicados. Eles podem causar lesões de perda de sensibilidade, a perda de movimento, isso com minutos, portanto cuidado. Cordas no pescoço também não deve ter, já que a pessoa pode desmaiar, perder força, etc., e ai complica.

A melhor posição pra amarrar é sentado, ou deitado. Ou ainda amarra sentado e deita a pessoa. Ou ainda amarra ela em “X” na cama. Só que a posição tem que ser a mais confortável possível.

A melhor corda é a de Juta natural, ou se não tiver, corda de algodão. As cordas de juta costumam ser mais caras, eu vendo a 50 reais a corda de 8 metros e de 6 mm. Já as cordas de algodão, se você achar, deve ficar na faixa de 25 reais 8 metros. Só que juta é o que os shibaristas profissionais usam, os nós prendem mais, e desamarram mais fácil quando você precisa. As cordas de algodão, são mais difíceis de amarrar e desamarrar.

Gravata, corda de nylon, materiais que esticam, materiais de seda, materiais que deslizam, são todos péssimos. Se o nó da gravata estiver apertando muito, você provavelmente vai ter que cortar a gravata, não vai conseguir tirar o nó.

“Como faz o nós?” Procura sobre Single Column Tie e Double Column tie. Só que tenha sempre em mente as medidas de segurança que eu listei.

Vendar os olhos depende.

Qual emoção você quer causar?

“Dica pra tornar a primeira experiencia boa e deixar um gosto de quero mais nela.”

Conversa e pergunta diretamente o que ela quer.

Aprende o suficiente pra que ela se abra com você sem se sentir julgada. Ela está insegura de mostrar isso tudo pra você, porque você é importante pra ela.

Se ela se abrir com você, você vai mudar com ela? Você pode falar que “não”, mas será que é isso que ela sente?

Ela é importante pra você, por isso você está aprendendo, pra poder jogar com ela sem riscos.

Isso tudo é um caminho, que começou bem com você pesquisando sobre BDSM, e melhorou com você me mandando essa mensagem pra tirar dúvidas.

Acho massa, de verdade e espero ter ajudado.

Att.

Ares

obs.: os comentários estão disponíveis, bem como a resposta via direct.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *