Press "Enter" to skip to content

[Email02] Quero Aprender Um Pouco Mais Sobre Dominação Financeira

Ares 0

Eu recebi esse email ontem. Recebi um parecido ante ontem. Acho que recebi um também parecido semana passada.

Dá pra ganhar dinheiro com BDSM? Sim. Definitivamente sim.

Dá pra ganhar MUITO DINHEIRO com BDSM? Talvez. As chances são de que não, que na média a pessoa que procurar uma oportunidade fácil vai se frustrar, falar mal de submissos(as) e ainda falar mal do BDSM.

Deixo o email da pessoa e a minha resposta em seguida.

Espero que te traga reflexões.

Assunto: Sou Nova no BDSM

Olá, Ares!

Eu me chamo *Censurado* e vi uma postagem sua falando um pouco sobre a cultura BDSM. E eu sou nova ainda no assunto, mas tento absorver o máximo que posso.

Eu tenho interesse em aprender um pouco mais sobre a dominação financeira e se possível me tornar uma dominatrix. Será que você poderia me ajudar ou me indicar algo?

Oi *Censurado*,

Tudo bem?

Dominação financeira está inserida em BDSM.

BDSM é um jogo de Dominação e submissão e que envolve inúmeros fetiches, inclusive o fetiche por poder. Esse fetiche por poder é um fetiche que move inúmeras pessoas e realiza coisas impensáveis. Eu já ouvi falar de casos na Europa de submissos dando carros de mais de 300 mil euros pra suas Dominantes. Existia um “reino” Europeu que era governado somente por mulheres e eles tinham uma constituição própria que permitia inclusive escravidão consentida por um determinado tempo, esse reino chama OWK, acho que existe até hoje e é bancado por submissos que idolatram suas Rainhas.

Aqui no Brasil eu não ouvi falar de casos tão extremos, mas já conheci algumas Dominadoras que tinham vidas extremamente confortáveis bancadas por seus submissos. Essas Dominadoras tinham viagens pro exterior, jóias, roupas de borracha e tudo mais que queriam. Elas eram extremamente mimadas por seus submissos.

Não sei se é o caso, mas talvez você não tenha muita clareza sobre Dominação Financeira. Existem algumas formas de ganhar dinheiro com BDSM que podem te trazer alguma confusão.

Dominatrix ou Dominadora Profissional é a pessoa que presta serviço de Dominação Profissional. Ela recebe pela sessão, ou um tributo combinado por um tempo combinado.

FinDomme ou Dominadora Financeira é a pessoa que toma conta das finanças de um submisso, definindo como, quando e de que forma ele vai gastar o dinheiro que ganha. Nisso ela tira um pouco pra ela.

Há também dentro desse jogo os “suggar”, que é uma relação assemelhada a de apadrinhamento. O suggar quer ver a Dominadora/baby/pessoa bem e fala “toma aqui mil reais, vai comprar umas brusinha“.

E há diversas formas de se conquistar uma relação dessas, só que há também diversas pequenas armadilhas. É possível, mas não é fácil.

Pra você chegar numa situação em que teria esse tipo de relação, você tem que começar entendendo “Porquê alguém dá dinheiro a alguém?“.


São 3 formas.

Prestação de serviços

Você está com um problema e precisa de solução. Você paga alguém que tem a solução pra te ensinar a resolver aquilo, ou paga alguém que tem a solução pra resolver pra você. Exemplos: Professores, mecânicos, médicos, dominadoras profissionais, etc.

Qual é o “problema” do submisso?

Ele tem tesão em ser Dominado. A Dominadora Profissional oferece essa prestação de serviço em troca de dinheiro. Se o submisso não quer pagar com dinheiro, ele paga com tempo e dedicação, mas ele sempre paga.

Qual o Problema da Dominadora Profissional?

A Dominadora Profissional precisa de dinheiro. Ela vai e oferece seus serviços a um submisso em troca de dinheiro. Há diversas formas de se fazer isso, desde parecendo que a Dominadora é uma Deusa e merece tributo, até mostrando que ela é uma Rainha e ele seu súdito, até formas bem mais práticas e menos lúdicas.

Mas é um jogo consensual. Se ele não quiser “comprar” o seu serviço, você não pode obriga-lo. Então você tem que ser extremamente FODA pra vender esse tipo de serviço. Você tem que saber o que é BDSM, saber SSC, saber as práticas e como jogar.


Tentar “dominar” sem saber o que se está fazendo, só vai parecer que você é uma amadora oportunista que não tem nada a oferecer e quer ganhar dinheiro fácil, o que suponho não ser o caso. O meio BDSM está cheio de pessoas amadoras ganhando recarga de celular, 20 reais, 30 reais. Você pode recorrer a mostrar o seu corpo e vender pornografia, é uma prestação de serviços totalmente válida, ou você pode vender a sua Dominação. Por isso inclusive que muitas Dominadoras não fazem sexo com seus submissos, elas vendem a Dominação, não o sexo.

Uma outra forma de ganhar dinheiro no mundo real é através da venda de produtos.

Um produto é algo que traz uma transformação na vida da pessoa. Você compra um celular porque sua vida sem celular é ruim. Você quer uma vida boa, com conectividade, com whatsapp, com instagram, etc. Você compra um acessório BDSM tipo um Flogger, pois o Flogger é um simbolo de poder, de Dominação. Quem segura o Flogger é quem aplica as práticas. É um produto que empodera.

Um carro é um produto. Um pedaço de chocolate é outro. O que muda de um valor pro outro é o valor agregado e o valor percebido. É o quanto aquilo muda na sua vida.

A Dominação Profissional, ou mesmo a Dominação Financeira, pode ser vista como uma prestação de serviço que é paga por hora, ou como um produto que gera uma transformação. De qualquer forma, você faz o submisso que você domina, usando técnicas BDSM, pensar em como a vida dele era miserável sem a Dominação Financeira. A conta que deve ser feita na cabeça dele, no caso da Dominação Financeira, é que sendo Dominado Financeiramente ele tem menos dinheiro, e menos poder sobre o dinheiro dele, mas ele é muito mais feliz, pois ele tem inúmeras emoções ótimas.

A ultima forma de ganhar dinheiro no mundo real é caridade.


Caridade é o dinheiro que você pede aos seus pais. É o que se dá aos filhos. Não vai te dar retorno nenhum, não vai te trazer nada de valioso, nem transformação. No máximo vai te dar tranquilidade, afinal depois que a criança ganha o que ela quer, ela vai fazer outra coisa e para de te encher o saco. Ou te traz uma ideia de compensação “eu não sou muito bom em ser pai/mãe então vo dar um presente”.
Um outro exemplo ainda, é esmola que você dá no sinal.
A possibilidade de ganhar dinheiro com caridade é mínima. Se a pessoa não tiver nada em troca, ela vai dar pouco.

Então, você pediu ajuda.


Aprender um pouco mais sobre Dominação Financeira“.


Não consigo te ajudar. Ou você leva a sério e aprende pra caralho, e leva isso como uma profissão e que pode te trazer fortuna, ou você só vai gastar seu tempo atoa pra no final do dia fazer 30 reais.

Eu não tenho ainda um curso sobre Dominação Profissional, não é meu foco no momento.
Mas eu tenho um curso sobre BDSM.

E aí vem uma reflexão que eu sempre digo pros meus alunos, as pessoas que aprenderam BDSM comigo pra usar profissionalmente, ou até pessoas que aprenderam pra melhorar os relacionamentos.

Se você nunca pagou pelo que quer, como sabe que quer?

ah, eu quero me submeter” – Disse o submisso.

De que forma?” – Pergunta a Dominadora.

Do sofá da minha casa, me masturbando imaginando as ordens que a Senhora me dá, sem gastar nenhum centavo e de preferencia sem tomar banho.” – disse o submisso porquinho.

Ah, vai tomar no meio do seu cú, meu tempo vale mais do que a satisfação da sua punheta“. – Disse a Dominadora que se valoriza.

Nada do que você quer vai vir de graça.


Quem paga faz por onde.

Se aparecer um submisso que te desperta muito tesão, te faz vontade de dominar, jogar e até ter uma relação com ele, você vai valorizar esse submisso.

Se aparece um submisso que te desperta muito tesão, te faz vontade de dominar, jogar, ter uma relação e ainda te pagar por isso, aí você encontra a verdadeira realização de uma FinDomme.

Um submisso que além de tudo ainda paga, ele parece aos seus olhos, verdadeiramente comprometido com você. Ele junta a dedicação com o pagamento, é quase uma dedicação em dobro.

Mas é assim, conquistar isso te dá trabalho. Requer que você aprenda, requer que você se transforme e de verdade, nenhuma transformação muito foda vai vir de nada de graça.

É inclusive esse o maior marketing que você vai usar com o seu submisso. Dê algo de valor pra ele. Uma amostra ou mesmo uma transformação na vida dele e depois peça algo.

Se você pede algo antes de dar valor, provavelmente você vai virar uma pessoa que pede caridade.
Que ganha pouco e que passa necessidade todos os meses, afinal você depende de caridade.

Assim como o submisso que pode escolher entre pagar e dedicar tempo, você também pode escolher.
A recomendação que eu tenho é que você comece por aqui: https://bit.ly/FDbdsm

Assim como você quer trabalhar com BDSM, eu trabalho com BDSM. Assim como você tem uma necessidade de pagar as suas contas e por isso seria ótima uma pessoa te ajudando financeiramente, eu também tenho.


Acredito que essa seja a maior lição que eu posso deixar pra você: “Quem paga se compromete, peça o comprometimento das pessoas.

Espero ter te ajudado e fica o convite. Se você quer aprender BDSM comigo, eu recomendo que faça, e o mais rápido possível. Essa crise do corona não vai durar pra sempre e quando terminar, ganha dinheiro quem está preparado.

Se você quiser “aprender um pouco mais” e ficar pedindo dinheiro em rede social, tudo bem. É uma escolha sua.

att.

Ares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *