Press "Enter" to skip to content

O Lado Ruim do BDSM

Ares 8

Você viu o estuprador que usava BDSM pra atrair as vítimas?

Se você não viu a notícia está aqui.

Homem é acusado de enganar e escravizar sexualmente mais de 170 mulheres em diversos estados brasileiros.

https://g1.globo.com/fantastico/noticia/2019/10/20/mineiro-e-acusado-de-enganar-e-escravizar-sexualmente-mais-de-170-mulheres.ghtml

Não sei se você participa de algum grupo de BDSM, frequenta algum evento, segue alguém, mas parece que as pessoas estão evitando falar desse assunto.

Qual que é o assunto?

Abusadores e Estupradores disfarçados de praticantes BDSM.

“Eu quero me entregar completamente como escrava para você. Quero que você me use do jeito que você quiser e de todas as formas.”

“Estou disposta a fazer tudo o que você me mandar. E a cumprir com as punições caso eu te desobedeça. Serei eternamente sua escrava.”

Esses depoimentos foram feitos por mulheres que estavam sendo ameaçadas e coagidas por um homem acima de qualquer suspeita, mas que, segundo a polícia, era na verdade um estuprador em série.

Parte da reportagem.

Esse cara inclusive, já frequentou eventos BDSM, e até já deu entrevista pra programas que falavam de BDSM. Não era um qualquer, era alguém que usava de má fé qualquer cultura BDSM.

O golpe dele era o seguinte:

“Eu sou Dominador, eu tenho dinheiro, eu vou pagar pelas suas despesas e te dar alguns mimos. Vou te Dominar, te fazer minha escrava sexual”. Mais ou menos a ideia do 50 tons de cinza.

Em troca ele pedia Nudes, vídeos, fotos.

Com as nudes, vídeos e fotos, ele começava chantagens.

Pedia dinheiro, obrigava a produzir mais fotos, mais vídeos, a transar com pessoas estranhas, a transar com animais, estuprava as vítimas, e fazia inúmeras outras coisas desumanas.

Fazia mais chantagens. Ameaçava contar pra família, no trabalho, pros amigos.

Foram 170 mulheres.

Isso as que caíram no golpe dele, e que a polícia conseguiu identificar até agora. Nem dá pra saber se tem mais gente ou não.

Por que isso é tão relevante?

Porque isso é um padrão de comportamento dentro do meio BDSM. É relativamente fácil relativizar o abuso dentro do BDSM, e mais fácil ainda se manter anônimo.

Ou é abuso, ou não é. Não tem área cinza como muitos “dominadores” fazem parecer.

Pensa.

Não mostra o rosto.

A liturgia diz que a submissa tem que fazer o que o “dominador” quer.

O verdadeiro BDSM diz que…

A culpa do abuso é da pessoa que não pesquisou…

Somos litúrgicos.

Não acredita?

Em 15 minutos eu peguei essas frases soltas por “praticantes” de BDSM. Sejam em grupos de whatsapp, de Facebook, etc etc, referentes a diversos assuntos, desde abuso, até uma pessoa perguntando sobre Feminismo x BDSM.

Se você tem qualquer base de feminismo, sabe que todas essas frases são machistas e culpabilizam a vítima.

“ela poderia ter parado tudo. Na cabeça dele, ela tava gostando, pois ela estava consentindo… Sei lá, desculpa, mas o que vejo é muito drama.”

“Essa de só o Dominador deve sentir prazer é mto subjetivo. Eu n sei exatamento o que rolou ou como o cara agiu. E vejo mta sub entrando c uma ideia totalmente errada do q é se submeter”

“ela topou, e n dá p saber se houve abuso… se ele jogou a real p ela desde o início… é esse o ponto. Mas eu vejo mta gente meio tonta q o cara diz uns absurdos e a pessoa diz q topa. Pq n sabe o q é bdsm direito.”

“Nunca culparei a vítima… mas é necessário ter um certo conhecimento para interagir. Até msm p se resguardar.”

“Se vc sabe q n rua X tem mto assalto as 20h, vc sabe q é bom n passar nessa rua. Se vc passar, vc n tem culpa… mas tem responsabilidade.”

“já vi muitos casos de bottom se dizer abusada e depois os reais motivos aparecem… aí julgam o Top, arrastam o nome na lama e depois ninguém fala mais nada”

“BDSM é feito de escolhas. Ninguém faz nada com arma na cabeça”

“Q segure essa ânsia de qrer vivenciar, prende a xwreca e o pixoruco, e vai conversar”

“Perdi a conta de quantas vezes vi casos de submissas carentes q aceitam qualquer um q se diz dominador só pra suprir o desejo ou necessidade de ter um dono”

“Entao, eu compreendo td isso. Mas assim… vc entra aos poucos. Eu acho mta loucura a pessoa achar q é ok ser amarrada e surrada por qm mal conhece. Meio roleta russa isso. Qlqr um pode qrer enganar uma pessoa dessas… e excluir essa pessoa de toda a responsabilidade q ela tem com ela msm? Ela n teve culpa… o fdp é ele… mas enfim… agora já foi.  Ela tá estando agora? Já vi mta gente se ferrando tb. Uma pena. Temos q produzir cada vez mais conteúdo p disseminar informações seguras sobre bdsm.”

“Hj vejo muitos casos de submissas q mal começaram uma negociação e ja saem chamando o cara de dono ja vão obedecendo regras e indo fazer sessão sem ao menos um contato mais pessoal com a pessoa ninguém entra num meio pervertido tão ingênuo assim”

“Culpa e Responsabilidade sao coisas diferentes. O msm se aplica aqui: Eu n tenho culpa se os negros foram escravizados e marginalizados. Nem era nascida. Mas sou responsável pela inclusao dessas pessoas na sociedade. O msm pra qlqr coisa: N tenho culpa de sofrer um estupro. Mas se eu marco encontro na minha casa c estranhos do Tinder, sou responsável tb.”

As mulheres sao umas idiotas, isso sim. Se vendiam nudes ele pagando ou nao o cara n pode ameaçar ngm. Agora passar os nudes antes do pagamento cair é mta burrice. Mostrando a cara ainda? Pqp viu! Mas em q mundo q essas mulheres vivem? Entao a mulher qr lucrar 10k… e aí passa a imagem antes de ver o dindin na conta… E a imbecil passa fotos intimas prum desconhecido… e depois se vitimiza? Pqp cara. Tem mais é q se foder Parar de ser trouxa. Se um cara estranho te pede nudes mediante pagamanto e vc manda… é mta burrice, na boa. O cara é culpado sim… mas em q mundo essa mulher vive? Ela é responsavel por se resguardar.

“porque essa coisa de colocar bottom sempre como retardado e subestimar a força e inteligência me irrita. Nem todos são vítimas, caem pq querem ser enganas simples. Vivem do imediatismo e da carência. Não é por falta de aviso”

“Nos últimos 10 anos três pragas entraram no bdsm. Os machistas, as feministas e os preconceituosos…. semore mesmo lado da moeda, normalmente grossas, sem diálogo, agressivas, justificam suas atitudes sobre atitudes de homens ignorantes. Não vejo muita diferença…E toda vez que vai defender sua ideia vem com ofensas.. “

“O mesmo feminismo que cria uma narrativa social em que diz “ain não aceite homens que mandam em você,que mandam na sua roupa e etc..” mas vivem isto dentro BDSM..a observação do mestre Mestr foi excelente.O BDSM acaba tendo sua essência subvertida,esta essência não é “machista”,como diriam elas,pois é fundamental que o TOP sempre avalie sua BOTTOM de modo a lhe causar um impacto positivo,ou seja,O TOP quer sempre o bem da BOTTOM sendo cada um na sua posição,mas o feminismo contaminou o BDSM com seu discurso de consentimento para tudo.Acaba que temos um exército de pessoas dentro BDSM que vivem um “faz de conta que sou submissas” e uns outros que fazem de conta que são TOP.Existe um texto do Klaus que é ótimo,ele deixa claro que o excesso de respeito ao limite da BOTTOM,principalmente da escrava,acaba invertendo o poder.Todo mundo acaba vivendo o BDSM a sua moda e necessidade,mas na minha visão como TOP as relações mais intensas resgatam aspectos mais primitivos da relação homem e mulher,mesmo considerando que há mulheres como TOP,mas esmagadoramente os homens são TOP e as mulheres BOTTONS.O BDSM acaba sendo uma volta a um modelo de relação que as feministas chamam de machismo(embora eu evite este termo por desconsiderá-lo)pelo menos em grande parte das práticas.A feminista busca no BDSM uma desculpa para viver uma estrutura de relação,que mesmo com o consentimento da BOTTOM não deixa de ser de domínio e contradiz suas “lutas” vejo muita feminista xingando outras mulheres que discordam delas de “bela ,recatada e do lar” ou “submissa” mas elas entram no BDSM para viver justamente isso aff….e usam a desculpa de “ain mas a mulher consente” ué..mas tem mulheres de fora do BDSM ou que nem sabem que isso existe, que vivem relações consideradas abusivas por feministas e também consentem e se sentem realizadas.Assim como você evito discutir isso aqui..cansa estas incoerências…beijos 😘”

Já ficou com medo? Que bom, é pra ter.

Enquanto escrevendo este texto recebo isso https://www.instagram.com/p/B3nhSmhFkDT/?igshid=eq54hjjwiraz

Essa agressão não aconteceu de uma pessoa anônima. Não aconteceu em um ambiente qualquer. Por uma pessoa conhecida no meio BDSM e tida como referência.

Está tóxico. Está bem bosta.

Como que resolve?

Uma mudança cultural profunda. Debates sobre Feminismo. Sororidade. Empatia. Informação.

Como que evita isso no curto prazo?

– Não dá pra prender rapidamente todos os abusadores, muito menos identificar casos que não foram relatados.

Se você sofreu um abuso, você precisa procurar a polícia.

Não é reclamar em rede social, não é “expor” o abusador, isso não resolve. O que resolve é a delegacia de crimes cibernéticos. É boletim de ocorrência.

Inclusive, derrubar o perfil de um abusador, facilita pra que ele mude de nome e cometa os mesmos crimes com outras pessoas.

– Seja responsável por todos os novatos que conhecer.

É diferente ser responsável, de evitar que a pessoa viva as experiencias. Diga pra essa pessoa “você não deve obedecer cegamente a qualquer pessoa”. “Não é porque a pessoa se apresenta como praticante de bdsm que é boa pessoa”.

Avise ela que ela precisa se cuidar. Seja incisivo(a) mostre a reportagem e diga que isso acontece no meio BDSM.

Divida com essa pessoa a responsabilidade de evitar pessoas problemáticas ou RedFlag.

– Duvide de qualquer pessoa dentro do meio BDSM que seja contra o Feminismo.

(eu não vou explicar o que é feminismo). Feminismo abrange inúmeras áreas e é importantíssimo, tanto pra homens quanto mulheres.

Nós enquanto praticantes de BDSM precisamos dele, pois a decisão de se submeter ou dominar alguém não deve ser uma decisão imposta pela sociedade ou social, e sim pessoal. Porque dá tesão e pronto.

– Qualquer espaço BDSM que aceite declarações machistas ou que evite falar de abusos é um ambiente tóxico. Seja grupo, blog, canal do youtube, ou qualquer canal de informação.

– Qualquer toque, chicotada, xingamento, não consensual, em qualquer ambiente é crime. Não importa se você está num ambiente BDSM só de lingerie, não faz diferença se esta sem camisa. Não consensual é crime.

Não existe “meio” consensual. Inclusive, se você mudar de ideia dentro do carro, durante a sessão, ou em qualquer momento, você pode parar.

Não importa se é a pessoa que está promovendo o evento, não importa se essa pessoa tem amigos, se não for consensual reclame.

– Não é normal, não é base de BDSM, porra nenhuma. Se a pessoa domina, ela domina o que você consente. Se você deu o consentimento ontem, mas não deu hoje, não vai rolar.

– Mais uma chicotada depois da palavra de segurança é abuso.

– Desconfie da “cartada” isso é a base do BDSM. Há pessoas que sempre tentam justificar abusos e um poder que não tem, pela “liturgia”, pelas regras e protocolos no BDSM, não caia nessa. Você só deve respeito como pessoa.

Respeitar como pessoa é tratar com respeito, mas se a pessoa tem o fetiche de ser chamada de “senhor”, “mestre”, “deus”, “mestre do universo” e você acha isso uma babaquice, bloqueie. Não tenta argumentar, a pessoa se afundou tão profundamente na própria ilusão, que você vai perder seu tempo.

– Não transe sem camisinha. Em hipótese alguma, de forma alguma. Se a pessoa não respeitar isso, também é crime. Não tem porque você correr riscos desnecessários.

– Aprenda por si, as práticas, aprenda sobre consensualidade, aprenda sobre o que quer e principalmente o que não quer. NUNCA procure um Dominador ou Dominadora como desculpa de terceirizar o seu aprendizado. O Dominador ou Dominadora vai te ensinar o que é importante pra ele(a), mesmo que queira te fazer bem.

Tem muita coisa sendo feita, e muita coisa errada.

Aproveita que você está tão indignado(a) com a repercussão disso no meio BDSM, com as pessoas fingindo que não veem essas merdas. Com pessoas fazendo piada e dizendo que a culpa é das mulheres.

Com a falta de sororidade, com mulheres que não se preocupam com mulheres.

Com Dominadoras mulheres sendo aliciadas por Dominadores homens, que insistem no discurso “pra dominar, primeiro você tem que se submeter”.

Pega tudo isso e muda.

Usa essa indignação pra me ajudar nessa empreitada.

Eu desisti de mudar o “meio bdsm”, desisti de mudar os veteranos e as pessoas que estão aí a anos e continuam insistindo em coisas ruins.

Então preferi acolher os novatos, e as pessoas de bem.

Mostre este texto pra alguém que precisa ler ele. No mínimo você toma sua responsabilidade e ajuda a mudar um pouco, e evitar que essas merdas aconteçam.

  1. Jack Napier Jack Napier

    Ótimo texto! Compartilhei e acho que todos deveriam compartilhar.
    Conhecimento e informação ajudam a todos!

  2. Domme Lia Domme Lia

    Texto sem um pingo de erro, parabéns!

  3. Marcia Marcia

    Oi .. fui vítima de um falso Dom … Sou feminista , advogada , trabalhei com minorias que eram abusadas.. hoje percebo que isso atiçou mais ele … pois enganar uma mulher mais vulnerável acho que não daria tanto prazer.. não denunciei pois ele é rico e poderoso ( dizia ser do mesmo sócios que eu) , já é réu em vários processos porém como tem bons advogados provavelmente nunca pagará pelos seus crises de fraude ( ele cometeu como promotor de justiça ) .. também a todos que contei sempre que culpavam … o máximo que fiz foi expor a sua esposa ( sim mentiu que tinha um rolo ) conversei com ela no meu perfil de submissa … disse a ele que se acontecesse algo comigo meus amigos tinham nossas conversas enfim .. tive medo dele pois ele é um cara poderoso politicamente … financeiramente Enfim os psicopatas sedutores são inteligentes descobrem nossas fraquezas .. ele foi muito perverso pois usou até um momento de doença na minha família para ser muuuito presente e protetor .. …

    • Ares Ares

      Se até você que tem informação, caiu numa dessas, imagina quem ta ai sem informação?

  4. Mistress lavinia Mistress lavinia

    Esse post é perfeito. Ajuda muitas pessoas que estão querendo entrar nesse mundo bdsm. Não podemos deixar que pessoas de má fé esteja no meio.

    • Ares Ares

      Nós não temos controle, pois a internet facilita muito. Só que a gente pode dar informação e evitar que as pessoas caiam nesse tipo de golpe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *