Press "Enter" to skip to content

Tempo pra fetiche

Ares 0

– Você já parou pra pensar no tempo que tem hoje?

 

Recentemente em uma conversa, me perguntaram: Tem algo para falar pra um novato?

Retruquei com algumas perguntas:

– Você sabe o que é BDSM?

– Mesmo sem ter feito, já tem ideia de que praticas gostaria de fazer/experimentar?

– Tem mais ou menos ideia do papel que quer desempenhar?

 

As respostas foram satisfatórias. A pessoa sabia o que era BDSM, tinha visto algumas práticas, principalmente em vídeos pornôs, e sabia mais ou menos sobre os papeis, optando por se posicionar como Switcher, até pra poder experimentar sem que isso pesasse em uma situação futura.

 

Um dos conselhos, que virou o tema deste texto, é sobre o Tempo.

 

Muitas pessoas que chegam ao meio BDSM acreditam que realização sexual é como pedir uma pizza, ou mesmo fazer um macarrão instantâneo. E que ainda podem ter inúmeros parceiros/play partners e que vão dar conta de tudo.

 

BDSM e fetiches não é sobre monogamia ou poligamia. O número de parceiros aqui só faz diferença se isso for um fetiche, a maioria das relações é 1 a 1, e muitas pessoas são felizes assim.

 

O tempo que você dedica ao seu fetiche, e ao seu parceiro, normalmente diz o quanto vc vai ser realizado ou não.

O tempo que você pode e deve dedicar ao seu fetiche é o seu tempo livre.

 

Mas eu não tenho tempo livre!?

 

Bom, então vc não vai conseguir se realizar neste meio, a menos que “compre” o tempo de alguém, provavelmente pagando algum profissional Pró Domme ou Pró sub, sendo que dessa forma você não precisa dedicar tempo à relação.

 

Não quero/não tenho condições de pagar“. Então reveja sua rotina e arrume tempo.

 

 

A conta é mais ou menos essa:

O nosso único recurso totalmente limitado é o tempo. O dia tem 24 horas e nada vai mudar isso.

 

– Você gasta de 10 a 12 horas por dia em média por conta do trabalho. Aqui entram deslocamento de ida, horário de almoço, deslocamento de volta, talvez uma hora extra ou coisa assim, etc.

 

– 8 horas por dia dormindo. Todo mundo precisa dormir.

 

Até agora são de 4 a 6 horas livres (10h +8h -24h= 6h)

 

Supondo que sua rotina seja assim, e você ainda tenha faculdade/estudo? Outro emprego? Filho? Amigos? Familia? Cuidados consigo mesmo?

 

Então durante a semana fica complicado, mas eventualmente você ainda consegue aos finais de semana, certo?

 

Talvez. Cada um dá seu jeito.

 

Eu trabalho muito, mais até do que acho que deveria, mas isso me satisfaz de uma forma absurda. Nos meus intervalos durante o dia, consigo trocar mensagens, consigo alguns minuto pra fazer algumas coisas, consigo responder mensagens. As noites equilibro entre academia, forró, e outros hobbys que fogem a minha rotina com o trabalho. Aos finais de semana também trabalho, mas acabam havendo também mais compromissos sociais.

 

Eu sei que me cabem 1 ou no máximo 2 parceiros para praticar BDSM ou ter uma relação, mais do que isso, ninguém fica satisfeito.

 

Qual é o segredo para conseguir fazer tudo e ainda ter tempo pro seu prazer?

 

Simples primeiro as coisas mais importantes.

 

Pelo meu tempo e a minha experiência, eu sei que o trabalho tem que ser o motor da sua vida. Saúde financeira e realização profissional, facilitam todas as outras coisas. O que mais toma tempo na vida de uma pessoa é o trabalho, portanto é interessantíssimo que você não fique frustrado com o seu trabalho.

Se você inverte os valores e dá mais ênfase ao fetiche do que o trabalho, o fetiche que deveria entrar como lazer, acaba atrapalhando sua vida por completo. Você não vai conseguir se manter, não vai conseguir crescer, não vai conseguir manter o seu fetiche e se tornará infeliz.

 

Depois do trabalho.

 

Amigos / Familia. Amigos são a família que escolhemos. Sabe aqueles momentos entre “fases”, aquele momento em que você terminou um relacionamento e precisa de apoio? Aquele momento em que um amigo precisa de ajuda? Quando você muda pra um lugar estranho e precisa se enturmar? Ou qualquer outra situação em que apoio é necessário. Você dedica tempo aos amigos, à família, e em troca eles dedicam tempo a você. Um ajudando o outro e dessa forma nós não nos sentimos sozinhos. Lógico que casos extremos, fazem você abrir mão do tempo do trabalho pra poder cuidar de alguém querido, mas são extremos, não acontecem sempre e mesmo assim você se justifica. Da mesma forma que, se você vai passar alguns meses se dedicando exclusivamente ao trabalho, você avisa os seus amigos/ família, e justifica sua ausência temporária. Aqui além dos amigos, também entram: Filho(s), Pais, Avós, Irmãos, etc.

 

Por último fetiche/lazer.

O nosso lazer, bem como o nosso fetiche, são partes dos nossos bons momentos na vida. São eles que te trazem equilíbrio e felicidade, e servem como combustível para que você consiga enfrentar tudo o que precisa.

E ajuda MUITO se você conseguir aliar o seu fetiche e o seu lazer ao seu dia a dia. Assim seu dia fica mais leve e mais gostoso, em vez de ser um dia chato e arrastado. Você pode trocar mensagens com o Crush, com o sub, com o Dom, etc.. Nos intervalos do trabalho. Pode almoçar junto em um dia mais tranquilo. Pode sair para um happy hour. Pode esticar um final de semana.

Mesmo que você consiga ser extremamente feliz no seu trabalho, você PRECISA arrumar tempo pro seu fetiche ou pro seu lazer. O equilíbrio faz falta.

 

É lógico que cada um tem suas próprias prioridades, as vezes até com coisas que não entraram nessa lista “resumida”.

 

Mas a ideia, é entender que o seu tempo é limitado e nada que seja verdadeiramente realizador vai ser rápido e instantâneo.

 

Portanto, pense bem antes de encher sua lista de prioridades com coisas que só te tomam tempo: parceiros que gastam energia sem que isso te traga bons momentos. Arrumar hobbies que não te satisfazem. Amizades que só te sugam. Um trabalho que não te realiza.

 

O meu segredo pra equilibrar isso tudo, é escolher muito antes de investir meu tempo. Eu gasto 1 hora de conversa antes de gastar algumas horas de Discussão de Relacionamento (DR).

 

Ah, e arrume tempo pra exercícios físicos e boa alimentação. Faz falta.

“Se ocupe Vivendo, Ou se ocupe Morrendo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *