Press "Enter" to skip to content

A oportunidade faz o ladrão

Ares 0

 

Quando descobrimos esse mundo de possibilidades que é a cultura BDSM, nos vislumbramos com todas as práticas, todas as sensações e tudo mais que pode acontecer. Normalmente ficamos ávidos para tentar tudo, o mais rápido possível, e muitas vezes começamos pelo jeito errado.

O que acontece é:

– Preciso realizar este fetiche, rápido!

– Nossa, tem esse também, quero!

– Vou criar um perfil e procurar alguém.

– Achei, agora é ver se presta.

– Nossa primeira brincadeira teve muitas coisas, mas ainda não tive meu fetiche.

– Vou conversar com essa pessoa para comprarmos os acessórios pro meu fetiche.

– Começo a procurar.

– Achei tudo o que eu queria em um site, vou comprar.

– Porra, esse mês estou sem dinheiro, mas mês que vem compro.

– Aff… minha relação desandou.

– Não tem pq comprar os acessórios agora, vou esperar conhecer alguém.

 

E o ciclo se repete.

 

O fetiche por si só se caracteriza de muitas formas, eventualmente só a cena, sem acessórios, mas normalmente envolve acessórios. Alguns acessórios são caros, viva com isso.

Eu tenho fetiche por látex. Um catsuit top, foda, sem noção de excitante custa meros 2 mil. Vai demorar!? Vai… é importante pra mim agora? Não.

 

Mas alguns fetiches são mais “baratos”.

 

Pense nos seus fetiches “pequenos”, quanto será que eles custam?

 

Mas antes mesmo de falar de valor, pense no seguinte: Quantas oportunidades você já teve de experimentar seu fetiche, mas a coisa não aconteceu por faltar algo necessário à sua cena?

 

“Eu sempre quis experimentar inversão”.

Preciso de uma cinta peniana ou strapon.

“Eu sempre quis ter uma coleira rosa”.

Preciso de uma coleira rosa.

“Eu sempre quis ser amarrado a uma cama”.

Preciso de correntes/tiras de nylon/algemas de couro/cordas.

Etc.

Etc.

Etc.

 

Quando começamos tendemos a procurar pessoas que já tenham os acessórios os quais estão relacionados ao nosso fetiche.

Ou.

Esperamos encontrar alguém com fetiches parecidos para aí comprar os acessórios.

 

Na minha opinião, os únicos acessórios que um Dominante é obrigado a ter, é um chicote longo pela sensação de poder que dá, ele realmente satisfaz o ego, e um flogger, porque pode ser usado com muita gente e é realmente um start pra qualquer iniciante.

(Esse sou eu que faço <3)

 

Mas o Dominante não é obrigado a ter aquele vibrador ultra mega foda sem fio que tem infinitas funções.

Eu, homem, não tenho utilidade nenhuma pra um we-vibe, pra usar numa sub, seria legal, mas eu prefiro comprar outras coisas pra mim do que gastar 1000 reais em um vibrador feminino.

 

Qual o jeito certo de começar a explorar seus fetiches?

Seja independente.

 

Isso já aconteceu comigo algumas vezes.

Eu estava em uma situação aleatória, conheci uma pessoa interessante, a coisa fluiu. Achei que com ela eu poderia ter realizado o meu fetiche de ********** usando *********** com **********. Mas nas poucas vezes que nos encontramos, eu não tinha o acessório ********* e não chegaria a tempo para as nossas brincadeiras.

O que aconteceu? Tudo menos o fetiche *********.

(Gostou dos ********? É pra manter o mistério e vc poder colocar ali qualquer fetiche ou situação rs)

Da mesma forma, que em uma outra situação aleatória, conheci uma pessoa interessante, a coisa fluiu. Eu tinha os acessórios certos pros fetiches que eu tinha com ela. E foi magicamente lindo!!!!! Muito excitante e mais ainda muito realizador.

 

O “Seja independente” tem a ver com: Tenha os seus próprios acessórios, roupas, móveis, e tudo mais que for relacionado aos seus fetiches. Você pode até conhecer uma pessoa única que seja aquela com a qual vc quer ter um relacionamento, mas há aquelas que aparecem até aparecer A ESPECIAL, e essas que “não servem” para relacionamento, podem muito bem topar brincar com vc e realizar os seus fetiches.

Se você não achou a certa, se divirta com as erradas.

“Ah, mas eu vou USAR pessoas?”

Se vc for sincero, e não ficar alimentando falsas expectativas, as vezes até dizer diretamente “eu quero te usar”, pode ser ótimo e a pessoa gostar muito de ser “usada”.

É simples, só não prometa algo que vc não quer, ou não é capaz de dar.

No mais, vc pode se divertir muito realizando os seus fetiches.

 

O exercício de autoconhecimento relacionado aos seus fetiches, à pesquisa deles, e a procura dos acessórios certos, pode ser bem esclarecedor.

Esteja pronto quando encontrar alguém.

 

Um extra: Baixe o Ebook Gratuito sobre spanking e privação de sentidos http://kinky.com.br/ebook-gratuito-bdsm-vol1/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *