Press "Enter" to skip to content

Vai ter uma festa BDSM, quem eu devo levar pra me acompanhar?

Ares 0

Pergunta complicada.

Quando vc começou a se interessar por BDSM, vc foi convidado ou descobriu por si só?

A pergunta é pertinente, pois pode acontecer o seguinte, você já tentou pregar BDSM para baunilhas? Digo “pregar”, pois eventualmente é quase uma conversão.

“Olá amigo, teria alguns minutos para aceitar Sade em seu coração?” rsrsrs

As reações ruins são diversas.

Se for um conhecido, ele provavelmente vai desconversar, não vai deixar vc falar muito, e ainda vai te olhar meio de rabo de olho. O pensamento é sempre o mesmo “por que esse cara acha que eu gosto de apanhar?”.

Se for um amigo ele vai começar com piadas, como se tudo aquilo fosse algo “muito louco”, de outro mundo, “como vc consegue gostar disso?”, “só tem gente doida”.

Se for um parceiro (rolo, namorado, cônjuge), “vc quer que eu use isso aí?”, “Como assim comer seu cu?”, “te bater? Ta doido? Pq eu faria isso? Eu gosto de vc, nunca te machucaria!”.

Então é de bom tom vc ir dosando como fala e o que fala, principalmente sem dar nome aos fetiches.

Dar uns tapas e uma pegada mais forte enquanto faz sexo é melhor do que “quero fazer um spanking em vc”, sacar uma algema quando as preliminares estão rolando e os dois já estão excitados é melhor do que abordar o assunto em um momento “de corpo frio”.

Agora, voltando aos eventos.

Se vc leva uma pessoa a um evento dizendo “não vai ter nada, é só uma festa a fantasia” vc prepara para que ela se assuste e muito. Já vi isso acontecer, a menina era do meio, mas as amigas não. Poderia até ser um dia que elas viessem a gostar de BDSM, se começasse mais leve, mas chegar de cara em um evento, sem saber o que é BDSM, é receita pra dar merda, elas ficaram super incomodadas, não entenderam nada e logo foram embora. A amiga que as levou a festa, e que era BDSMer, também não curtiu o evento, pois ficou preocupado demais com as amigas e foi embora com elas cedo.

Não é uma festa grotesca, pelo menos as minhas, não tem sexo explicito e nem babacas que ficam incomodando as pessoas. Mas ver uma pessoa  recebendo spanking pode assustar os incautos.

Já vi também casos em que a pessoa levou amigos e todos os amigos curtiram muito a festa, eles já sabiam o que era BDSM, vários deles ficaram só olhando e satisfeitos, alguns experimentaram, mas foi diferente justamente por saber o que deveriam esperar.

Já vi casos em que a pessoa levou amigos, e eles levaram a coisa toda com tanto “bom humor” que ficou chato, desrespeitoso com os demais, eles não viram o fetiche dos outros com respeito. Você não tem que entender, só respeitar.

Da mesma forma, já vi pessoas que ouviram tanta coisa dos amigos, que se sentiram envergonhados e começaram a se questionar se era isso mesmo que queriam.

Então, levar alguém te dá mais segurança, principalmente em um lugar estranho. Tente preparar o seu amigo antes, diga o que é, como funciona e o quanto é importante para você. Faça isso com pelo menos umas duas semanas até a festa, para dar tempo a pessoa de se acostumar com a ideia, e tente encontrar alguém que tenha pelo menos um pouco de sintonia com vc.

Levar qualquer um só pra não ir sozinho é muito pior do que ir sozinho.

Na verdade, ir sozinho é bom, fica mais fácil de conhecer mais pessoas, há outras pessoas que vão sozinhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *