Press "Enter" to skip to content

Submisso? Sim! Com iniciativa? Sempre!

Ares 0

Em alguns anos de BDSM eu consegui ver certos tipos de pessoa que me desagradam.

Há submissos que colocam nos ombros do dominante a responsabilidade dele dizer o que fazer de sua vida. “Senhor, tenho uma reunião hoje, o que vou falar? ”, “Senhor, posso ir ao banheiro? ”, “Senhor, posso respirar? ”.

Sério! Parece extremo mas existe.

Parece sempre que há pessoas que não querem um dominante “apenas” na parte sexual de suas vidas, mas querem alguém que tome a responsabilidade por tudo o que fazem, que digam o que fazer e quando fazer.

Se um dominante entra na vida de um submisso, e altera algumas coisas simplesmente para mostrar que pode, é um jogo, é normal. Exemplo:

– O submisso diz que gosta muito de comer chocolate, que come chocolate todos os dias. O dominante, no exercício de seus poderes conferidos pelo submisso, determina: “Submisso, vc vai parar de comer chocolate todos os dias, e vai ter que pedir para fazer isso, sem autorização MINHA, sem chocolate”. O submisso esperneia, chora, faz birra, mas no fim das contas aceita. Ele deu autorização ao dominante de se intrometer em sua vida.

– O submisso se masturba com frequência, o dominante vai e cessa esse hábito.

Agora imagine um submisso que já foi “derrotado pela vida”, aquele tipo de pessoa que não tem pegada, não tem vontade, que é frouxo com suas próprias coisas. O que acha desse tipo de pessoa?

Há submissos que vivem 24h por dia perguntando ao seu dominante o que ele quer, como pode agrada-lo. Se você submisso, conhece seu dominante, tente antever o que ele gostaria e satisfaze-lo.

Algumas pessoas entram para o BDSM pelas razões erradas. Se você não tem garra pelas coisas que quer, não luta pelo que sonha, como vai ser um submisso que satisfaz seu Dominador?

Se você tem uma vida a ser vivida, tem seus sonhos, tem tudo o que quer conquistar, vá atrás disso.

Como dominante eu digo, é mais satisfatório dominar alguém forte, bem resolvido e bem decidido. Pessoas que dependem de mim para tudo são extremamente entediantes.

Acredito, que em qualquer nível de relacionamento, a pessoa tem que ter a vida dela separada da relação, se você vive em função de seu dominante, pode ser que um dia ele deixe de existir em sua vida. Como vc vai se virar com isso?

Ter iniciativa não faz de ninguém menos submisso, muito pelo contrário, ter iniciativa faz com que só aquele que realmente pode te dominar o faça. Você só se entrega a quem realmente merece e que vai fazer de sua entrega uma coisa incrível.

Para quem domina é interessante alguém que te provoque e cative.

Esse texto acaba trazendo mais perguntas acerca de qual seu papel em uma relação, portanto se quer uma resposta, tente não deixar seu dominante na obrigação de viver a sua vida e a dele.

Convide-o a aproveitar a sua vida que já é ótima e ele será ainda mais feliz ao seu lado.

the-brain-is-the-new-sexy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *